Casa, casa, casa!

Este fim-de-semana não há idas à horta. Não há regas (como se fosse preciso, depois dos vários dilúvios de ontem e hoje), não há poda, nem mudas…

Este fim-de-semana há sofá, fotografias novas nas molduras de casa, brincadeiras com a Ema, cozinhados, livros, limpar xixis da Ema, jogos de computador, conversas, televisão, levar a Ema ao veterinário, há scones com chá, há doce feito com os figos da horta, há doce feito com as amoras que apanhámos em Trás-os-Montes e há treinos da Ema.

Resumindo, há cheiro a fim-de-semana de família 🙂

Anúncios

Senso comum

É verdade que é senso comum que a felicidade está nas coisas pequenas e simples e tal, mas depois há momentos em que realmente sentimos isso de tal maneira que nos apetece gritar ao mundo que somos felizes. Por exemplo, em dias como o de hoje, ou de ontem, quando saímos do trabalho, vimos para casa, jantamos, conversamos e estamos no sofá a não fazer nada, e jogamos computador (os dois contra o computador) e ganhamos (!!!) e depois vamos deitar-nos e ficamos a ler, cada um as suas coisas e adormecemos na tranquilidade de estar no caminho certo e a partilhar a vida com alguém que amamos…

De molho!

No Domingo passado houve lanche de amigos cá em casa e o Francisco, que estava super engripado, decidiu não estar presente para não pegar nada aos bebés que nos vinham visitar. E eis que, quase uma semana depois, já ele anda fresco e airoso no escritório e em reuniões com os clientes, foi a minha vez de ficar no choco! Depois da tarde de ontem passada no hospital de São Francisco, parece que a minha sexta feira vai decorrer em casa… no sofá, em repouso… a lutar contra mim própria para não começar a fazer mil e uma coisas… Repouso, they said? Claramente, esta gente não me conhece…

Just being at home

Hoje dei uma de Sofia Castro e saí do trabalho às 16h30, após uma reunião com mais 13 pessoas. Tinha o meu trabalho feito, e ainda tinha que passar no escritório à noite, por isso vim da Assembleia da República directamente para casa, sem passar pela casa de partida, que é como quem diz o escritório.
Vim para casa, ainda com luz do dia, o que é raro, e, simplesmente, estive em casa… a arrumar papéis, a mudar livros de prateleiras, a ler no sofá, a ler cartas antigas deitada no tapete, a ouvir rádio… e depois ainda tive a visita do Chico para um cafezinho rápido (mas sem café).
Não deixa de ser uma sensação estranha, tanto tempo para estar em casa… depois da aula de canto e de uma rápida passagem no escritório, voltei para jantar e agora sim, É SEXTA-FEIRA, YEAH! e eu vou para a brincadeira daqui a pouco depois de ter estado a namorar a minha casa mais tempo do que o que costumo passar cá durante os cinco dias da semana!

021 - Just being at home - Destaque

Imagem “Home sweet home”
Fonte: O Mundo de Alice