Um passo de cada vez…

fotografia 1

Ter estado uns meses parada rebentou com a minha condição física.

Há cerca de um ano abrandei de repente o meu ritmo de treino e mais perto do fim do ano parei mesmo. Abruptamente. 

Houve uma série de motivos para isso, mas vamos pelo mais simples de explicar: houve um moço e uma cadela bebé a mudarem-se para a minha pequena casa 😀

Quando decidi voltar a treinar, não foi fácil. Perceber que estava num ritmo muito abaixo daquele em que tinha parado foi duro. Perceber que o meu grupo de treino estava num ritmo ainda mais elevado do que quando eu tinha parado foi muito duro. A motivação foi-se abaixo. Cheguei a estar à porta do ginásio para ir treinar e desistir. Outras vezes, saía do trabalho a correr para ir treinar e não conseguia chegar a tempo. O vício bom estava a transformar-se numa dor. Não podia ser.

Há uns tempos atrás decidi que tinha que encarar a coisa de outra maneira. Alterei tudo. O plano de treino, os horários e as expectativas. Passei a treinar de manhã.

Tenho a facilidade de não ter horário estabelecido no trabalho e poder entrar mais tarde e sair mais tarde. Desde Fevereiro treino de manhã três vezes por semana e na semana passada voltei a nadar, coisa que não fazia quase há dois anos. Muitas vezes saio do ginásio frustrada por não conseguir fazer algumas coisas que já fiz em tempos. Mas normalmente consigo focar-me naquilo que consigo e nas pequenas vitórias do dia-a-dia, como por exemplo, num alongamento conseguir tocar com as mãos no pé direito, ou conseguir passar directamente de guerreiro 1 para 3, no Body Balance. Dizem que estou menos sorridente no treino. Eventualmente estarei, sim… mas é porque estou muito mais concentrada. E finalmente consigo estar apenas concentrada no meu treino, nos meus limites e nos meus objectivos, sem mais distracções. E tem sido muito bom. Às vezes vou treinar à tarde, para matar saudades da malta, mas a verdade é que gosto muito de treinar de manhã, onde o meu treino é só meu e onde sinto que estou a construir todos os dias. Devagarinho, um passo de cada vez, e sem me “castigar” por treinar abaixo de X ou Y. Até porque o treino é o meu hobby preferido e por isso é também a melhor maneira de começar o dia!

fotografia 2 fotografia 5

Anúncios

5 thoughts on “Um passo de cada vez…

  1. Percebo melhor do que gostaria. Depois de alterações um bocadinho drásticas de horário e trabalho, passei de treinar 3x por semana para quase nada em 2014, e virtualmente nada em 2015. As poucas vezes que voltei a tentar correr foram mais deprimentes que benéficas, por ver o quanto tinha regredido. Mas este mês retomei ginásio e aulas, com expectativas também elas ajustadas. Sim, vou começar de um ponto diferente daquele em que estava, sim, vai custar mais, mas – e isto é o mais importante – sim, vai ser bom, e saber bem, e chega-se lá outra vez 🙂
    Bons treinos e bom regresso!

    • Claro R, isso é que é importante, sabermos que vamos conseguir fazer o caminho outra vez, mesmo que custe. A vantagem é que da segunda vez nós sabemos que custa, quanto custa e que somos capazes de lá chegar! Boa sorte também!

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s