Luanda, Lua

Imagem1

A Luanda, Lua é uma cachorra que teve a sorte de ser adoptada por uma família cheia de amor. Uma família igual a tantas outras e diferentes de todas elas 🙂 A Marta e a Mariana, que adoptaram a Lua, são mães de três crianças A Marta é surda, facto que a Lua percebeu imediatamente, mas consegue comunicar-se com ela na mesma. Nesta casa, vivem 2 mulheres, 1 menina, 2 meninos e 2 cães. A história da família é-nos contada pela Lua, desde o dia em que foi adoptada até agora, e é acompanhada por lindíssimas ilustrações que nos transportam para um lar doce lar cheio de amor.

O livro vem acompanhado por um DVD que traduz a história para Língua Gestual Portuguesa e vale muito, muito a pena 🙂

By the way…

… soube que a Marta existia, ainda sem lhe conhecer o rosto, através de um vídeo da música Todos os Verbos, em que a Zélia Duncan dizia (e mostrava!) ter aprendido com uma fã surda como traduzir a letra para Língua Gestual Portuguesa. Fiquei fascinada. Lembrei-me logo de um período, na minha pré-adolescência, em que pensei seriamente em aprender LGP.

Fiquei com vontade de “procurar” a Marta, mas não sabia nada sobre ela, nem sequer o nome. Este Verão, no concerto da ZD nas Festas de Cascais,  a Marta foi chamada ao palco e mostrou-nos como se pode levar um pouco da magia da música ao universo de quem não ouve. Além de ter sido um momento muito bonito, fiquei super contente! Tinha-lhe encontrado o rasto!

A magia das Redes Sociais conduziu a que, anteontem, eu estivesse a recomendar à Marta o que ela deveria fazer nas duas últimas horas que lhe restavam no Rio de Janeiro antes de regressar a Portugal 🙂

Ontem foi finalmente o dia de nos conhecermos ao vivo (ainda que por cerca de 2 minutos!) Saí das aulas de música a voar para o São Jorge, onde ia ser lançado o “Luanda, Lua” o último livro da autora e consegui chegar a tempo de ver os últimos 8 minutos do filme.

Depois vivi dois minutos de alguma ansiedade em que perguntei 3 vezes ao Ricardo, que estava comigo, como é que eu havia de falar com ela… (porque até agora só tínhamos falado por escrito). E fui! Bastou dizer que era a Joana do Twitter e ganhei uma dedicatória no meu exemplar que li assim que cheguei a casa e que fiquei com vontade de oferecer aos meus amigos todos 🙂

Anúncios

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s