Um dia descobrimos…

… que não precisamos de ter medo de nada e que todos os vazios, um dia, voltarão a ser cheios
… que há amigos que são malta gira, há amigos que são mesmo amigos e há amigos que são almas gémeas
… que os nossos filhos são também aqueles que nos escolheram como pais
… que custa muito mais estar fora do campo do que pensávamos
… que por mais que a nossa cidade esteja lá longe, podemos tê-la sempre perto de nós
… que os sofás dos amigos são o melhor sítio para dormir
… e que o sofá lá de casa é o melhor sítio para beber café com os amigos
… que nem toda a gente que entra na nossa vida pode ficar até ao fim
… que os nossos projectos só são impossíveis até ao dia em que nos dispomos a realizá-los
… que somos nós que definimos os nossos limites
… e que enquanto quisermos podemos sempre ir mais longe
… que as coisas não vão ficar para sempre como estão
… que as ruas de Lisboa podem ser pequenas para tanta alegria
… que não há nenhuma ferida que a música não possa sarar
… que não há distância que possa acabar com uma amizade
… e que amar dói, de bom e de mau, mas que, como dizia o poeta, ter medo de amar não faz ninguém feliz

Anúncios

5 thoughts on “Um dia descobrimos…

  1. Muito bom!! Lembra-te muitas vezes, que como dizes, “os nossos projectos só são impossíveis até ao dia em que nos dispomos a realiza-los”. Beijos!

  2. Pingback: Ando armada em escritora | cafesnopateo

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s