Jardim é lugar de louco

Jardim é lugar de louco

Jardim é lugar de louco. De louco mesmo. Daquele que não tem pudores, não tem vergonhas… Louco daquele que canta alto na rua, sem nem ligar pra quem tá passando. O único instrumento é a bota velha e suja batendo no chão a cada passo fazendo percussão nas folhas que as primeiras chuvas do Outouno levaram pra saltar de paraquedas até ao tapete verde que ainda forra o chão. Será assim até ao Inverno largar seu algodão em cima de tudo quanto é flora na cidade e deixar tudo branco. Quando ele chegar, os únicos pontos escuros que vão piscar no cenário serão os ciclistas, os corredores e os loucos, que habitam o jardim o ano inteiro, mesmo quando não há flores…

Nota: Este texto escreveu-se na minha cabeça estar tarde e já vinha com sotaque. Desculpem se vos parece esquisito, mas não consegui traduzir…

Imagem Central Park
Fonte: Life Around Us

Anúncios

5 thoughts on “Jardim é lugar de louco

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s